Palavras sábias


Semana passada fui a um casamento realizado por um pastor e fiquei encantada com a beleza de suas palavras. O pastor fez uma celebração alegre e com uma abordagem positiva da vida conjugal, diferente da abordagens de muitos padres, que acabam fazendo da celebração do casamento algo quase melancólico. O pastor mencionou que durante o casamento o casal passará por momentos difíceis, mas o fez com uma abordagem leve e otimista, frisando que se há amor verdadeiro tudo pode ser superado. E ele falou uma coisa que me provocou impacto e que achei bem verdadeira. Ele disse que nunca podemos questionar o amor que sentimos pela outra pessoa e o amor que o outro sente por nós, que o amor não é passível de dúvidas. Mas que durante uma crise o que deve ser questionado e discutido são as circunstâncias do momento. As circunstâncias que levaram o casal ao momento de crise. É fundamental acreditarmos no amor, pois se passamos a duvidar do amor que temos pela outra pessoa é sinal que aquele amor já está se esvaindo, que se enfraqueceu. A confiança no amor é que dá força para superar os problemas entre o casal. Eu acredito nisso.
O pastor também aconselhou o casal a cuidar da privacidade de sua vida íntima, para se resguardar, não contar aos outros suas intimidades, reservando somente aos dois os detalhes de sua convivência mais íntima. Eu achei muito pertinente este conselho, pois hoje é comum vermos as pessoas fazendo propaganda de sua vida sexual, contando vantagem, dizendo que transam um monte de vezes por semana ou falando mal do marido ou esposa para os amigos. Eu acho que a vida do casal interessa somente aos dois, acho um desrespeito abrir a intimidade para todos, pois não é somente a sua intimidade que está sendo exposta, e sim da pessoa que divide a vida com você. As pessoas falam da vida conjugal sem um pingo de respeito, tratam com displicência algo que deveria ser cuidado com todo respeito e carinho. Assim a convivência entre o casal vai perdendo o valor, vai ficando algo banal, e o amor vai se perdendo no meio disto tudo, juntamente com o respeito entre eles. Eu acho que a vida de um casal, a sua convivência, é algo precioso e temos que saber tratar disso com o devido respeito. Pedir conselhos para um amigo quando se enfrenta um problema no casamento é normal, mas ficar contando particularidades do seu marido, destacar seus defeitos e enaltecer dotes sexuais, é passar dos limites. Acho fundamental preservar a intimidade de um casal, isso ajuda a fortalecer os laços que os une. O amor é algo tão bonito para ser tratado de maneira tão vulgar.
Gostei de ouvir as palavras do pastor, tão belas e sábias. Me fez bem. Espero que todos que ali estiveram também tenham sido tocados pelas palavras e pelos conselhos do pastor.


Comentários

  1. Pois é, intimidade é intimidade. É isso que o tal do "entre quatro paredes" significa. Quem não consegue manter isso pra si mesmo provavelmente tem algum problema de auto estima, precisa se mostrar e se sentir admirado... ou o contrário, é carente e precisa de alguém pra confortá-lo. De qualquer jeito, não acho correto por violar a privacidade do outro, como você falou... uma coisa é falar detalhes da sua dor de barriga, outra coisa é dar detalhes da dor de barriga do outro...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Gostei desta abordagem do pastor. Normalmente os padres fazem um discurso de que casamento é um compromisso pra vida toda, de obrigações mútuas, etc, e não uma celebração do amor. Eo que os padres entendem, já que nunca tiveram a experiência... Bjo!

    ResponderExcluir
  3. Eu, felizmente, já presenciei celebraçoes muito bonitas. Por isso quem faz o casamento, seja pastor ou padre, acho que tem que conhecer o casal.
    No casamento da minha irma falou um pastor que é muito amigo nosso, é um dos meus melhores amigos de muitos anos, e ele fez uma pregaçao muito jóia.

    ResponderExcluir
  4. que legal.
    sabe, eu vi poucos casamentos na vida, mas todos os padres que eu vi falando falaram muito mal. acho um absurdo o cara não ter vivência nenhuma, contato nenhum com a coisa, e sair dando conselho. Qual a relação que ele tem com aquilo? oras. A minha amiga se casou já sabendo que nunca ia querer ter filhos, e o padre no dia do casamento ficou discursando sobre como o objetivo do casamento é procriar e a coisa mais linda é um bebê etc etc. Foi horrível, ela queria bater no padre! hahaha. Enfim. Achei muito legais as palavras do pastor! Isso sim é coisa legal de se ouvir num casamento.
    beijos!

    ResponderExcluir
  5. Rê, concordo com você!

    Tak, isso que eu gostei mais, foi mesmo uma celebração do amor!

    Mari, deve ter sido lindo o casamento da sua irmã! Legal quando o pastor conhece os noivos.

    Lu, nossa, coitada da sua amiga! Se fosse comigo eu tb ia ficar bem brava com o padre.Se um dia eu casar na igraja quero que seja como este casamento que fui.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. No casamento da minha prima o padre disse uma coisa muito legal: cuidem-se e curtam-se ! Um cuidar do outro, um dar atenção ao outro, um ficar ao lado do outro e só pedir conselhos a outras pessoas qdo realmente for preciso. Gostei muito do que ele disse. Esse negócio de intimidade de casal tb não acho legal não ficar falando. Ainda mais fazer propaganda de namorado, marido, etc...rs

    ResponderExcluir
  7. Gosto de ir nessas cerimônias pra não esquecer de que ainda acredito no amor, ainda...

    bjbj

    ResponderExcluir
  8. Dany, pode ser perigoso fazer propaganda do marido! eheh Gostei do padre mandar os noivos se curtirem!


    Gui, eu sou como você, sempre acreditando no amor.

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono