Vicky Cristina Barcelona


A primeira vez que ouvi falar deste filme foi por conta da gravação da cena de beijo entre a Scarlett Johansson e a Penelópe Cruz. A mídia fez o maior auê, e ficou parecendo que este beijo seria o único atrativo do filme. "Vicky Cristina Barcelona" (USA/Espanha- 2008) tem muito mais que um simples beijo entre mulheres para mostrar, é um filme sobre relacionamentos, amores e anseios. Tudo mostrado de maneira leve, mas tratando de grandes conflitos pessoais, sem que estes sejam tratados de maneira leviana, mantendo-se a intensidade das relações interpessoais e os sentimentos conflitantes de cada personagem. O filme conta a história de duas amigas americanas que vão passar o verão em Barcelona. Vicky (Rebecca Hall) é a amiga certinha, que acredita no amor e que está de casamento marcado com o homem dos seus sonhos. Já Cristina (Scarlett Johansson) é uma garota que está sem rumo na vida e que quer viver a vida intensamente, sem se preocupar com o que virá depois. Logo no começo da viagem elas conhecem um pintor espanhol, Juan Antonio (Javier Bardem), que as aborda com uma sinceridade desconcertante, propondo um fim de semana de turismo e sexo. Vicky fica indignada com a proposta e Cristina acha a situação extremamente sedutora. A convivência com Juan Antonio vai movimentar bem as férias das garotas em terras espanholas, e tudo fica mais temperado e, por vezes, caótico, quando a ex-mulher dele, Maria Elena (Penélope Cruz), reaparece. O filme lida com o lado inesperado da vida, com acontecimentos que colocam em cheque as convicções que as personagens têm sobre o amor e seus anseios de vida. Eu gostei muito de como o roteiro foi construído, de como as relações entre as personagens são criadas. O filme não coloca ninguém como mau ou bom, não há vilões, apenas pessoas tentando se encontrar,perdidas em meio acontecimentos que não puderem prever e muito menos controlar. São pessoas tentando lidar com o inesperado e tomando consciência que a vida é muito mais complicada do que parece. É um desses filmes bons para ver em turma, pois rende boas conversas. Woody Allen, fez um belíssimo filme. Vale a pena ver. :)



Nota da blogueira: Adorei as cenas do Javier Bardem e da Penélope Cruz em que os diálogos são , ao mesmo tempo, em Inglês e Espanhol. Gostei deles conversando misturando os idiomas. Ficou bem natural. Aliás, me decepcionei com a falta de sotaque do Javier Bardem ao falar em Inglês. O sotaque dele é muito sutil, o que é ótimo para ele como ator, mas eu acho que ele perde um pouco de charme com isso.



Comentários

  1. Adorei o filme, rever Barcelona...
    e é bem oque vc disse pessoas tentando se encontrar ou com o medo de sair do roteiro que elas proprias construiram para si com medo de se aventurar.

    ResponderExcluir
  2. eu adoro as duas e quero muito ver esse filme. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  3. Vou alugar. Gostei da descriçao! Beijinhos.
    Maru

    ResponderExcluir
  4. Javier Bardem pra mim é um dos homens mais lindos do mundo ! Acho um charmeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee

    ResponderExcluir
  5. Sugar, você definiu bem, ninguém quer fugir do roteiro de sua vida.

    Pedrita, elas estão muito bem no filme. E a atriz que faz a Vicky também é muito boa.

    Mari, o filme estreou agora nos cines daqui, deve estar nos cinemas de Baires tb.

    Dany, ele está um espetaculo no filme! LINDOOOOOOO!


    Beijo

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono