Enfermeira do Sam



Agora quem decide a minha agenda é o Sam. Tenho sincronizar todos os meus horários com a hora de dar a medicação para o meu filhote. A primeira dose é fácil, sempre antes de eu sair para o trabalho, ou seja, 6 da matina. O que implica que tenho que acordar neste horário durante os fins de semana também. O que não será nenhum grande sacrifício, pois o meu relógio biológico raramente me deixava dormir até mais tarde.  A outra dose é 12 horas mais tarde, assim tenho que estar em casa no finalzinho da tarde. No domingo calculei mal a duração do filme do X-Men e voltei correndo para casa, por pouco não cheguei depois da hora da medicação. Deu tudo certo. 

Ainda não sei quanto tempo terei que seguir esta rotina, acho que serão alguns meses assim. Mas há uma grande chance do quadro de diabetes zerar e ele não ter mais que tomar a insulina. Sim, os gatos podem ser curados de diabetes! Eu também não sabia disso, descobri por causa da veterinária que está cuidado do Sam, que é uma veterinária endocrinologista. 

O tratamento dado foi aplicação de insulina, uma dose mínima, duas vezes por dia e mudança da alimentção dele para ração úmida. Claro que eu apavorei quando soube que teria que dar injeção no meu gatão. Eu , Sam e uma seringa com agulha não é uma combinação agradável. Mas para meu total espanto, dar a insulina tem sido a parte mais fácil. Ele nem sente a picada. Ele se incomoda mesmo com a puxada que tenho que dar na pele dele, mas só reclama, sem reações muito violentas, nada de arranhões ou mordidas. Agora, medir a glicemia está sendo um tormento. Compramos a maquininha de medição e no primeiro dia de tudo certo. Conseguimos tirar o sangue e pronto.  Sorte de principiante, pois nas outras tentativas nada deu certo. Não saía sangue suficiente para acionar o aparelho. Frustrante, além do sentimento de culpa por furar a orelha dele várias vezes por nada. Tadinho. Wally vai levá-lo na consulta com a ver na sexta e vai pedir orientação.  Na única medição que fizemos, a glicemia já tinha baixado um pouco. 

Sam tem sido um santo. Sempre calmo, não reclama, não avança na gente, nada, nada. Nunca ele foi tão pacífico. Frodo  sempre foi o bonzinho da casa, mas desde jeito vai perder o posto para o Sam rapidinho!   Aliás, Frodo está se dando bem com a nova dieta, está adorando comer ração úmida direto.  Vida de rei agora!  

Felizmente eu tenho conseguido encarar com uma considerável tranquilidade toda esta situação. Depois do pânico inicial, acalmei e estou seguindo tudo que a veterinária tem orientado. Sam precisa de mim para ficar bem e precisa que eu esteja serena. Se eu fico histérica, ele fica também. Aí tudo daria errado.  O caminho é ter paciência e seguir o tratamento direitinho. Logo meu gatão ficará bem de novo. :)




Comentários

  1. Que bom que está dando tudo certo, Patry! Normalmente as coisas nunca são o bicho de sete cabeças que parecem no início. Aposto que Sam vai se curar e livrar você dessa rotina. Por mais que seja fácil se adequar, não é fácil ter não ter um único dia de folga.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. q bom q está conseguindo medicá-lo. realmente não é uma tarefa fácil dar remédios em gatos, mas ele vai melhorar. e sofremos muito mesmo qd nossos amados bichanos precisam de cuidados. se cuida tb. beijos, pedrita

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta