Rotina Complicada




A rotina do tratamento do Sam tem se revelado emocionalmente estressante. A parte prática da coisa, como dar a insulina e medir a glicemia, é o mais fácil de tudo. Até porque a gente já pegou o jeito de fazer e o Sam colabora. Faz manha algumas vezes, mas nunca fica um gato histérico. Isso ajuda muito. Mas a parte emocional de tudo isso é bem pesada. 

Estou descobrindo no dia a dia que os índices de glicemia de um gato variam muito e isso é frustrante. Eu sigo tudo direitinho, aplico as doses de insulina, dou a alimentação recomendada, os índices vão indo bem até que, do nada, vem um número alto na maquininha de medir glicemia. É um soco no estômago, me sinto impotente.  É muito difícil ter que dar injeção no Sam duas vezes por dia, é difícil fazer algo que o machuca e depois de tudo isso o resultado não sai como esperado, é duro de encarar. Dá medo, dá vontade de chorar, vontade de fugir. 

Passei por  um sustão há umas duas semanas. A vet endocrinologista mandou aumentar a dose de insulina e isso, em vez de baixar os níveis de glicemia, provocou o contrário: Níveis acima de 500! Quase surtei. Pois,  quando saiu o diagnóstico de diabetes, a vet de sempre do Sam,  me botou o maior terror, que ele com a glicemia de 435 poderia ter uma convulsão a qualquer momento.  Quando o índice não baixou, nossa, desesperei. Como a gente não conseguiu achar a vet endocrinologista, isso foi num domingo à noite, por conta própria resolvi voltar para a dosagem de insulina anterior e os índices diminuíram.  Claro que tudo foi repassado para a vet depois e ela recomendou ficarmos alternando entre a dose antiga e a nova. E isso fez a glicemia do Sam diminuir, sair dos níveis mais altos.  

Com o sustão da outra semana aprendi que o gato corre risco mesmo se os índices se mantiverem altos por 3 dias seguidos. E que um gato pode aguentar  níveis altos sem ter treco algum, mas que isso é algo que ninguém tem como saber, qual é o máximo que um gato aguenta. Pois varia de gato para gato. 

Na última medição, de ontem, Sam chegou ao nível mais baixo até agora: 328. A meta é ficar abaixo de 200.  Não sei quanto tempo pode levar até isso acontecer. Enquanto isso, meu coração vai continuar a disparar toda vez que o medidor de glicemia apitar antes de mostrar os números. Dá um medo de olhar para aqule display! Muita tensão. Muito medo de me deparar com um número alto, ou pior, com as letras HI, que significam níveis acimas de 500 e que a máquinha não consegue mais medir. 

Além do cansaço emocional, o cansaço físico tá aparecendo. Tenho acordado cedo, antes das 6 da manhã, todo santo dia. A primeira dose de insulina é neste horário, foi decidido assim para sincronizar com o meu horário de trabalho.  E este horário tem que ser seguido à risca. Então, eu não sei o que é ficar na cama até mais tarde. Hoje mesmo, estou de folga, mas acordei às 5:30 para dar insulina para o Sam e não consegui dormir mais.  Raros são os dias que consegui voltar pra cama e dormir, acho que fico muito ligada por conta da aplicação de insulina e aí não consigo relaxar ao ponto de dormir. O resultado é que chega às 10 da noite e eu já estou morta de sono, eu apago no sofá. 

Sei que post desabafo é muito chato, mas é o que tem pra hoje. Acordei meio desanimada, cansada. Sei que ainda estou no começo do tratamento do Sam isso pode levar meses até a remissão total. Sei que lá na frente, todo o meu esforço  e do Wally vai valer a pena e nosso gatão vai ficar bem. O que não consegui é ficar bem o tempo todo, mas isso passa. :)


Comentários

  1. amei a ilustração. não é fácil lidar com as limitações físicas dos outros. é desgastante e frustrante. dá uma sensação que erramos em algo. o q raramente acontece. não é desabafo chato. acho bom q as pessoas percebam q há momentos q temos q enfrentar dificuldades. e q amar é isso. tem horas q nem tudo é cor de rosa. ele vai ficar bem. vcs estão fazendo tudo certinho. ele vai ficar bem. se cuidem. ah, e se cuide tb. vc precisa estar bem pra poder cuidar dele. não descuide da sua saúde. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedrita, é assim que me sinto, numa montanha-russa! rs Tem hora que dá tudo certo com a glicemia do Sam, noutro sai tudo errado. Haja coração! Mas eu tô firme, apesar de momentos assim meio desanimada, mas faz parte. O melhor de tudo é que ele tem engordado e isso é um ótimo sinal. :-) Beijos

      Excluir
    2. q bom q ele está reagindo bem. mesmo q não esteja perfeito.

      Excluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta