Reciclando




Fiz uma ótima constatação. A minha consciência ecológica anda grande, pelo menos no quesito reciclagem. Faz um tempão que criei o hábito de separar o lixo orgânico do reciclável, acho que há uns 10 anos, mais ou menos.  No começo era bem mais trabalhoso, pois tinha que levar o lixo reciclável até algum supermercado Pão de Açúcar, que até hoje mantém as lixeiras de recicláveis.  Mas há mais de 5 anos isso ficou mais fácil, aqui no prédio tem uma lixeira para os recicláveis, bastar juntar e depois levar tudo para a garagem e pronto. Toda a terça passa um caminhão da prefeitura e leva tudo. 

Lixo reciclável não é apenas juntar e pronto. A gente tem que lavar, deixar bem limpinho antes de deixar na lixeira, aqui em casa é numa cesta de plástico, onde eu junto antes de lvar para a garagem do prédio. Eu peguei o costume de lavar o lixo reciclável e isso não é nenhum fardo. Quer dizer, não era até eu me deparar com as latinhas de comida de gato. Como é difícil lavar estas latinhas sem me machucar!  O molho da comida gruda com vontade no fundo da lata e de lá só sai depois de umas boas esfregadas. E isso acontece mesmo depois de eu deixar a bendita latinha de molho.  Apesar disso, eu tenho o orgulho de dizer que não joguei nenhuma destas latinhas no lixo normal.  Tenho lavado todas. Posso reclamar, mas nem cheguei a cogitar descartar as latas junto com o lixo orgânico. Não consigo!  E isso é muito bom, sinal que já faz parte do meu ser reciclar. 

É muito bom notar que realmente considero a reciclagem algo muito importante e  não deixo qualquer dificuldade me impeça de fazer isso.  Aqui em casa reciclagem é lei!  Não vou dizer que reciclo 100% das coisas que podem ser recicladas, mas chego bem perto. Talvez uns 99%!  Tem hora que como bola e escapa uma coisinha ou outra no lixo normal, mas é cada vez mais raro. 


Com a minha experiência posso afirmar que reciclar o lixo é mais um hábito que se aprende. Tem que insistir um pouco no começo, mas depois que a gente  incorpora o novo comportamento, ele vira parte da gente e fica fácil de manter a prática para sempre.  Sei que em cidades onde a prefeitura não tem uma política de reciclagem isso pode ser complicado, afinal, nada adianta separar se não tem um lugar adequado para levar o lixo reciclável. Mas acho que, com o tempo, em todos os lugares as prefeituras vão ter equipes para recolher e encaminhar o lixo reciclável.   O nosso planeta agradece e as futuras gerações também! :)



Comentários

  1. aqui o reciclável vem na quarta feira, tb me acostumei a separar. latinhas de refrigerante nem vão no reciclável daqui. tem gente por aqui q leva pra lugares q vendem. já coloco sempre separado de tudo. é verdd, assim q o reciclável surgiu, na época da erundina, minha mãe recebeu informativos de como preparar o reciclável. o difícil é explicar para as diaristas pq muitas não sabem, acham q está sujo na pia pq tivemos preguiça de jogar fora e não p q está para ser lavado. eu tb não reciclo 100% e fico triste com matérias q dizem q são paulo recicla somente 17% de todo o lixo. mesmo o reciclável q separamos, alguns vão para o lixo comum pq não conseguem ser vendidos. ainda não temos o hábito da reciclagem na indústria. como eu vi recentemente uma imagem, não existe lá fora do planeta para jogar o lixo. o lixo vai mesmo para embaixo da terra. e em sampa já vimos o estrago q é depois colocar moradias em cima. beijos, pedrita

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta