Calorão






O verão enrolou para começar, mas  quando resolveu aparecer, veio com tudo. A temperatura em São Paulo está nas alturas. Tem feito mais de 30 graus todos os dias. Durante as noites não refresca muito, fica tudo muito abafado. As noites, que deveriam ser momentos de descanso, tem sido para mim momentos de aflição. Mesmo com o ventilador de teto ligado, eu não consigo dormir direito  e já acordo morrendo de calor. Um inferno. 

Estou tentando não reclamar muito do calorão, pois quero que ele continue até o carnaval. A noite de sábado de carnaval tem que estar bem quente para eu aproveitar bem o desfile das escolas no sambódromo. Assim, meio que fiz uma promessa de não ficar reclamando  para garantir o meu carnaval quente. Mas está difícil não reclamar, está difícil até sobreviver ao calor. 

Além do calor, ando sofrendo com a chuva. Ontem tive azar e estava na rua, parada no ponto de ônibus, quando o temporal caiu.  Fiquei molhada até a alma e a enxurrada quase me levou. Como não quis saber como era a experiência de ser levada pela enxurrada, quando a água ultrapassou a minha canela, entrei no primeiro ônibus que passou por ali. Assim, foi uma epopéia nada agradável o meu retorno para casa ontem. Deu até vontade de chorar de tão péssimo que foi tudo.  Felizmente hoje a  chuva atrasou e eu já estou aqui em casa sã e salva. 


Bom fim de semana!    E que todos sobrevivam ao calor!


Comentários

  1. a foto já me fez suar, como se eu não estivesse suando. eu tenho pavor de sair perto da chuva. é um terror. beijos, pedrita

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono