Com a cabeça lá longe



                                         
Meus pensamentos andam bem longe daqui. Nestes dias estou com a cabeça na Alemanha. Estou com a mente repleta de saudades. Saudades dos dias que passei passeando por aquele país ao lado do Wally. Isso foi em 2007. E as lembranças voltam agora com força total porque Wally está  em Munique, foi à trabalho e vai ficar por lá até o final da semana. Queria estar com ele, estar passeando pelas ruas de Munique, olhando para aquele céu azul, que de tão azul parece de mentira. Fiquei apaixonada por aquela cidade, passei dias incríveis por lá e almejo um dia poder voltar para rever os lugares que visitei e ter a chance de ir aos lugares que não tive tempo de conhecer. Todas as minhas aventuras em terras alemãs foram registradas em vários posts que foram publicados no meu blog antigo, http://marion.zip.net . Está fácil de achar, pois logo depois dos posts da viagem eu me mudei para cá. Assim os posts da viagem são os mais recentes daquele blog.  Vale a pena ler. Os posts estão ótimos, eu estava bem inspirada quando os escrevi. Eu adoro reler estes posts. :)






Estou contente pela viagem do Wally, pois sei o quanto ele gosta de lá e de como estas viagens são importantes em sua carreira. Mas não posso mentir e dizer que eu estou feliz da vida. Eu não gosto de ficar longe dele, o apartamento fica enorme e tudo perde a graça. Ainda bem que os gatos me fazem companhia e tudo fica mais fácil. Mesmo assim as noites são complicadas, principalmente na hora de dormir. Sinto falta do beijo de boa noite e de me deitar em seus braços. Sem ele ao meu lado, deito na cama e o sono não vem. É, não sei mais dormir sozinha.  Mas ao mesmo tempo tem horas que nem parece que ele está  do  outro lado do oceano. O celular dele está funcionando por lá e então temos trocados muitos sms. Ontem mesmo eu estava no caminho de volta para casa e passei o trajeto todo conversando com Wally via sms. Me senti tão próxima dele. É uma bênção viver nestes tempos onde a tecnologia aproxima as pessoas como nunca. As distâncias parecem que encolhem e a gente se sente reconfortada, a saudade acaba ficando mais suave, menos sofrida. Mas sentir saudades é muito bom também. É bom ficar um pouco longe, sentir a falta do outro e ficar esperando ansiosamente pelo momento do reencontro. Já estamos no meio da semana e logo ele estará por aqui cheio de histórias para contar. Enquanto ele não volta, fico aqui curtindo as minhas lembranças e inventando coisas para o tempo passar mais rápido.


Comentários

  1. Oi Patry, tudo bom?

    Saudades do Wally? Não se preocupe, como você mesma disse um pouco de distância e saudade faz bem para o relacionamento. Eu não os conheço pessoalmente, ou a muito tempo, mas devem formar o casal perfeito um para o outro. Deu para sentir seus sentimentos com esse post.. acredite, se os seus são lindos para com ele, os dele devem ser maravilhosos em relação a você.

    Beijos e fique bem.

    ResponderExcluir
  2. nossa!!! já faz tudo isso??? e nossa!!! nós estávamos no zip.net. eu lembro q relutei um pouco em vir pra cá e vc insistiu. ainda bem, pq lá até hj o sistema não modernizou. puxa amiga, agora ele está longe. saudades maiores. e acho q fica mais difícil pq dessa vez vc não pode viajar com ele. sempre q eu vejo como nos comunicamos como quem está longe, lembro qd meu pai viajava. ele viajava bastante. ele chegava a ficar 15 dias sem dar um telefonema. minha mãe sempre contava q às vezes a gente tinha aquelas doenças sazonais, sarampo ou algo assim, começava, ficava e sarava e qd ele chegava não tínhamos mais nenhum sinal de q tinha sido verdade. nós não tínhamos telefone. hj tudo é mais próximo. tanto q temos amigos em lugares distantes. antigamente só pelas cartas esporádicas e quem não tinha prática ou não gostava de escrever cartas ficava incomunicável. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  3. Ei Patry, imagino o tamanho que está o seu coração de saudades, pequenininho. Também estou distante da pessoa que amo, e a saudade a cada dia cresce, às vezes penso que vou explodir, até dói. Mas como vc disse, a tecnologia facilita muito as coisas. Mas nada como sentir a pessoa pertinho da gente, né?!

    ResponderExcluir
  4. Arthur, obrigada pelo lindo comentário! :)

    Pedrita, o zip.net parou no tempo mesmo! Olha, hoje é tudo mais facilidado mesmo! adoro viver nesta época.

    Bonequinha, saudades demais dói mesmo. Aí fica ruim demais. Pelo menos ele volta logo não vai dar tempo de sofrer.

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono