Salt



Finalmente consegui assistir ao filme "Salt"( USA - 2010). Na primeira tentativa fiquei frustrada e incrédula. Isso foi há algumas semanas. Tinha escolhido uma sessão do cinema do Shopping Vila Olímpia e quando cheguei para comprar o ingresso descobri que o filme era dublado. Como um filme destes pode passar dublado no cinema? É um absurdo. Infelizmente tenho notado que há uma invasão de cópias dubladas nos cinemas de São Paulo. Antes eram somente filmes infantis e animações, o que faz todo sentido. Mas agora não importa o estilo do filme, vai ter a versão dublada em cartaz. E, em alguns casos, dá a impressão que existem mais sessões com o filme dublado do que legendado. Tenho medo deste cenário. Medo que uma hora acabe tendo somente filmes dublados nos cinemas daqui. Se isso acontecer eu abandono às salas de cinema. Filme dublado não dá. Perde-se muito do filme sem a voz dos atores , além de que , muitas vezes, fica tudo muito caricato e assim perde-se qualquer chance de se envolver com o filme. Uma triste realidade. Espero que pare por aqui ou que a situação se reverta. Mas vamos ao filme! 

"Salt" me surpreendeu. Eu estava bem curiosa com o filme, pois adoro a Angelina Jolie e gosto de vê-la em filmes de ação. E neste filme fizeram tudo certo. Ela está ótima no papel da agente da CIA Evelyn Salt e o filme é eletrizante. Daqueles que nem dá para piscar, pois não tem enrolação. É ação o tempo todo! Cenas de tirar o fôlego. É um filme de fuga, Salt foge quando um espião russo diz que ela é uma espiã dupla, que ela é na verdade uma agente russa que está disfarçada nos USA.  Ela percebe que os agentes americanos vão prendê-la até descobrirem tudo e resolve fugir. Foge para tentar encontrar o marido, pois acredita que os russos vão matá-lo e os agentes americanos não querem ajudá-la, pois agora ela está na condição de suspeita de contra-espionagem. E assim começa a saga da heroína, que passa o resto do filme correndo, sempre em situações limite. Eu gostei muito dela, é uma pessoa determinada e muito corajosa.  E adorei quando, no meio de toda a confusão, ela se lembra de proteger o seu cãozinho! Aí ela me conquistou de vez! 
O filme tem um roteiro cheio de reviravoltas. Muito bem feito e cheio de surpresas. Não se deve saber muito do filme, nenhum detalhe, senão vai perder a graça. E tenho que elogiar o trailer deste filme, pois foi na medida certa, mostrou do que se tratava a histórias e não revelou nenhum detalhe importante. Ultimamente muitos trailers contam tudo tudo dos filmes. Isso é frustrante. 
Fiquei fã da agente Salt. Ela é tão boa quanto o Jason Bourne. Diria mesmo que é a versão feminina dele, com uma diferença. Ele não sabe quem ele é de fato, e ela sabe muito bem quem ela é.  Espero que a continuação de Salt venha logo. O filme terminou de um jeito que indica que ela vai voltar. Tem tudo para Salt virar uma série cinematográfica. Se virar, não vou querer perder um filme sequer!



Comentários

  1. Oi Marion,

    O filme deve ser emocionante e eletrizante como diz, deu realmente vontade de assistir. Quando tiver um tempo eu vou. Tenho uma dica para você sobre filme, assista o "Onde vivem os monstros", filme baseado no livro infantil de Maurice Sendak "where the wild things are", acho que vai gostar.

    beijo.

    ResponderExcluir
  2. Arhur, o filme é muito bom mesmo. Obrigada pela dica, vou procurar ver o filme.

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta