Escândalo


Semana passada o escândalo envolvendo o ex-governador de NY ganhou uma cobertura imensa da mídia. Realmente ficou feio para o senhor governador terem descoberto que ele saía com prostitutas, não pelo fato em si, mas porque ele era um defensor da moral e pregava o combate à prostituição. Em geral os tais defensores da moral sempre tem um pecado escondido, né? Mas não foi isso que me chamou a atenção. Fiquei intrigada mesmo com o preço do programa! O que será que as moças fazem de tão especial para que uma hora de programa chegue ao valor de cinco mil dólares ? Outra coisa que fiquei pensando qual o motivo de a "agência" considerar o governador um cliente difícil. Alegaram que ele pedia práticas não muito seguras paras as meninas. O que seria, heim? Só consegui pensar que ele gosta de amarrar e amordarçar as moças, o que não é nada seguro quando não se conhece o parceiro, pois a moça fica totalmente vulnerável. Deve ser algo do tipo. Mas se bem que pode ser algo estrambólico que eu nem faça idéia que exista.

Estes escândalos sempre vem acompanhados de discursos em favor da moral e condenando a prostituição. Eu acho que seria melhor para todo mundo regularizar de vez a prostuição como é feito na Holanda. Não vejo nada de errado se uma moça quer trabalhar neste ramo. O que é errado é forçar alguém a se prostituir, mas se é por vontade da profissional, qual o problema? Claro que também tem o lado do público "consumidor", o cliente de prostituição sempre é visto como alguém de comportamento condenável. Mas se o cara quer apenas sexo é muito mais prático que procure uma profissional, pois não terá que lidar com cobranças pós-transa e nem que ligar no dia seguinte. É curioso como a dita "profissão mais antiga do mundo" continua sendo polêmica nos dias de hoje. E acho que continuará assim por muito tempo, talvez para sempre. Mas uma coisa tinha que mudar, não deveriam se referir às prostituas como mulheres de vida fácil. Pois não deve ser nada fácil "encarar" os clientes, pois um cliente como o Richard Gere só no filme mesmo! Na vida real deve ser coisa raríssima!

Comentários

  1. Adorei a lei que foi aprovada em Amsterdã e que irá liberar o sexo em público nos parques da cidade. Com coerência, claro: depois de um determinado horário e sem a presença de crianças por perto. Qualquer país do mundo está a léguas de distância da Holando no quesito liberdades de direito.

    ResponderExcluir
  2. ai, me dá um desânimo na humanidade essas histórias, porque é taaanto moralismo! até a candidatura da hilary já tá ameaçada com esse bafafá. sem contar que também começam a lembrar da mônica chupinsky... detesto como eles fazem tanto alarde com isso - tanto o governador, de achar feio e combater a prostituição sendo que ele não consegue vencer a si mesmo nos seus desejos, quanto a sociedade escandalizada com algo relativamente corriqueiro...

    ResponderExcluir
  3. Fê, a Holanda é realmente um lugar especial. Eu achei válida a lei no parque. Um dia eu ainda vou lá conhecer, mas não vou usufruir da lei do parque não! risos

    Lu, tudo isso me desanima tembém. Eu não tenho paciência para tanto moralismo. E o governador novo falando que teve um caso? Achei tão nada a ver! O que tem que importar é o cara governar bem e não as estripulias que ele faz na cama!

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. eu pensei que a prática não segura seria sexo sem camisinha. o que mais me incomoda é que atacam as prostitutas e nunca quem paga pra elas. ou os travestis, que eles são perigosos. e nunca pensam que perigosos podem ser as pessoas que procuram esse tipo de serviço. pelo menos dificilmente as prostitutas, os travestis, fingem socialmente o que não são, enquanto os outros... eu concordo que alguns só querem se divertir, mas canso de ler matérias e ver o quanto os que pagam, às vezes não pagam, às vezes maltratam. acho que o problema está mais na outra ponta. pq se não tem o consumidor, não há o mercado. sempre acho engraçado só se preocuparem com o produto e nunca olharem pro mercado. acho que poderiam deixar em paz e proteger mais as partes, não importa o lado. proteger contra violências. pq só querem proteger os fregueses, raramente as e os profissionais. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  5. tb concordo com a holanda mas infelizmente li uma materia ha pouco tempo que houve um aumento do trafico de mulheres na cidade de Amsterda devido a lei e que talvez isso faça com que ele restrijam sobre a liberização da prostituição. Acho que tem tanto como vc mesmo disse quem queira trabalahr com isso como como sempre tem o "consumidor" para esse tipo de prestação de serviço. Mas tem sempre o problema das pessoas que exploram as mulhers que trabalham com isso e pior ainda a exploraçao de menores tb. M as confesso que adoro qdo falsos moralistas sao pegos em flagrante :D

    ResponderExcluir
  6. Gente muito moralista sempre é vítima de suas próprias taras.
    "O que será que as moças fazem de tão especial para que uma hora de programa chegue ao valor de cinco mil dólares ?"
    fiquei pensando nisso tb!
    beijos.

    ResponderExcluir
  7. Pedrita, eu acho que sempre haverá consumidor para este tipo de serviço. Mas a sociedade finge que não vê. E assim criasse o submundo da prostituição. A regularização serviria para proteger as prostitutas de abusos. Hoje elas não tem a quem recorrer. É uma vida perigosa mesmo como vc citou.

    Sugar, eu também adoro quando estes falsos moralistas são pegos no pulo. Lembra do bispo que condenava os gays e foi pego tendo caso um garoto de programa? Isso que me irrita, o cara julga e condena os outros por uma coisa que ele mesmo faz e gosta mas não tem coragem de assumir.

    Vivien, Concordo com você! E acho que a dúvida vai permanecer!

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Ah, Pedrita, então para mim o uso de camisinha é item básico num programa, por isso nem me passou pela cabeça que a prática insegura poderia ser a falta da camisinha. Eu acho que isso deve ser inegociável. É arriscado demais!!!

    ResponderExcluir
  9. Concordo que prostituição deveria ser regulamentada. Muitas não tem escolha, mas muitas tem. Podem não amar o trabalho, mas quem gosta do seu trabalho o tempo todo? Enfim, acho nojentíssimo um cara que procura prostitutas, mas a escolha é de cada um e quando vejo tanta mulher por aí dando pra todo mundo de graça, vejo como as prostitutas são espertas, afinal ganham pra isso, rs.
    Moralismo também mata. Antes de pregar qualquer comportamento, devemos primeiro agir conforme pregamos, não é?
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Marion, esse falso moralismo é a doença do mundo, coisa mesmo de "gravidez" irreconciliável. Acho que os governos deviam, sim, educar seus povos para que esses saibam o que escolher pra si, e deixem os outros em paz... E oh! confesso: eu só não faço programa porque não dá mes... porque vou te falar viu, vida difícil é a minha...

    ResponderExcluir
  11. Renata, é o mínimo que um moralista deve fazer, seguir as suas regras morais e parar de encher o saco dos outros! Pena que nunca é assim!

    Rose, também acho que falso moralismo é uma praga e só traz infelicidade para o mundo.
    A vida de programas também é difícil....ehehe melhor não entrar!

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Marion, fatos assim causam abalos sísmicos na imprensa, na política e na sociedade hipócrita, mas em mim é o mesmo que nada. Nem ligo. Quero mais é que se danem.
    O que me choca mesmo é violência infantil, como o caso da menina em Goiás.
    Fiquei muito mal.
    Fala a verdade se não dá vontade de mandar a mulher p/ os quintos dos infernos?
    Se um dia meu nome e posição tiverem mais peso, juro que compro essa briga. Agora ainda não dá. Seria apenas um sussuro quando a causa pede uma fanfarra.

    ResponderExcluir
  13. Miss Oak, o caso da menina de Goiás me fez até mal. Quando eu li a notícia não acreditei que aquela mulher teve coragem de provocar tanto sofrimento na menina. Infelizmente vemos muitos casos de maus-tratos às crianças. Mas o maior problema aqui é nossa lei que não pune como deveria, o relaxamento das penas é nada mais que um incentivo ao criminoso, que sabe que com um bom advogado sai da cadeia em poucos anos.

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono