O Desfecho

Ano passado eu comentei num post sobre um caso mal resolvido de uma amiga, lembram?
Não esqueci não de dar notícias sobre o desfecho da história, como havia prometido para a Cris. A questão é que o tal encontro programado para Outubro não rolou. Simplesmente o rapaz desistiu. Mas não é que os dois desencantaram no último fim de semana? Foi uma surpresa mesmo. Pois nestes meses que passaram a relação dos dois deu uma estremecida. No comecinho do ano eles retomaram contato, por iniciativa dele, que na época disse que eles "resolveriam" a situação neste ano ainda. Nem preciso dizer que a minha amiga nem levou a sério, né? Afinal foram muitas promessas desfeitas. Pelas minhas contas, estavam neste vai-não-vai há quase 3 anos. Um dia o moço resolveu marcar dia e horário para o tão esperado encontro. Ela topou, desacreditada, mas resolveu ver onde ia dar. E lá foi ela para o bat-local no dia e horário marcados. E o moço apareceu na hora certa.
Como eu não sou indiscreta fiz apenas uma pergunta : " E o beijo foi bom?" E foi! Beijo de cinema ela me disse, daqueles que tiram o folego. Fiquei contente em saber disso. Finalmente eles puderam vivenciar todo o desejo que sentiam mutualmente. Se vai ter continuidade não sei. Sinceramente acho difícil, pois ambos têm "impedimentos". É aquele tipo de amor ( aliás, nem sei se é amor...) que chegou na hora errada, que chegou em um momento onde não há espaço para ele na vida dos amantes. E pelo que escuto dela não sinto isso como conformismo. Ela sempre soube que seria assim e os dois sempre foram sinceros um com o outro nesta parte. Não houve promessas românticas de nenhum dos lados. Mas o que importa é que finalmente estiveram um nos braços do outro. Devem estar com o coração mais leve e com certeza com um belo sorriso no rosto.
É, os amores enrolados às vezes se desenrolam e acontecem. :) Nem que seja apenas uma vez.

Tem uma música que gosto muito e que acho que traduz bem este tipo de relação enrolada. Caso Sério do Toquinho.



Get this widget | Track details | eSnips Social DNA

:)

Comentários

  1. é claro que não dá pra nós termos certezas, mas muito do que fica na promessa não se cumpre. lembro que li uma matéria sobre traição. onde uma psicóloga comentou que as relações que continuaram e o casamento acabou eram aquelas que se definiam logo. um se apaixonava por outro. vivia vida dupla no máximo 3 meses, avisava a esposa, terminava e assumia com a amante. essa matéria comentava que quem passa mais de 4 meses dizendo ainda não é muito provável que nunca assuma. eu acho que a pessoa tem que estar muito livre para topar passar 3 anos vivendo na ilusão que um dia se conhecerão pessoalmente. eu sei de um caso de uma pessoa que finge várias outras, engata vários romances virtuais só pra se divertir. deixa as mulheres loucas, mas é tudo fingimento. e faz isso com homens tb. e é um homossexual que "brinca" doentiamente com as mulheres. acho que tem que conhecer logo. pq qualquer coisa com mais de 3 meses pode mais machucar do que dar felicidade. pode ser que dê certo amiga, a vida é imprevisível, mas eu acho complicado pq tem ansiedade demais pela demorada espera, e essa ânsia pelo "tempo perdido" pode sufocar a relação que mal começa. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  2. OI Patrícia,
    bem,
    espero que essa relação da sua amiga com o outro dê certo.
    ÁS vezes o "acaso" nos prega peças que acaba rolando e engatando um romance, namoros.
    Infelizmente nos dias atuais, as pessoas estão bastante estressadas e querem conquistar, ter alguém, pois particularmente acredito que por vivermos num ritmo frenético e monótono, acreditamos e buscamos uma "cara-metade". Para mim, a conotação de "cara metade" não existe, pois somos múltiplos e multi-facetados e temos às nossa subjetividades.

    ResponderExcluir
  3. Pedrita, sei que a vida pode ser surpreendente. Mas no caso relatado eu acho que não vinga não. Mas pelo menos eles mataram a curiosidade. Eu acho que o pior que pode acontecer é a pessoa ficar imaginando como poderia ter sido. Nossa, tem que ser muito cruel para ficar enganado as pessoas assim deliberadamente. pelo que eu sei este caso aqui demorou porque os dois tinham medo de seguir em frente e ao mesmo tempo não conseguiam terminar tudo. Olha, estas coisas são complicadas e geralmente bagunçam o lado racional dos envolvidos.


    Isa, eu também acho que temos múltiplas facetas. Somo mais complexos do que pensamos e isso é o que faz tudo mais complicado e ao mesmo tempo mais saboroso também.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Eu já vivi algo bem parecido, com a diferença e que nos haviamos visto algumas vezes pessoalmente. Vc sabe exatamente a quem me refiro.
    O cara nunca termina para ficar com a mulher que apareceu depois na vida dele. O cara que eu me relacionei me disse na cara que nao tinha "coragem de terminar". Eu nao me conformava ao escutar isso. Nao pq achava que deveria ficar comigo, mas sim pq se as coisas nao andavam bem, deveria terminar esse namoro morno.
    Vivi uma curta historia. Foi muito intensa. Sofri um pouco, mas no fim das contas acho que valeu a pena, senao ia ficar com a dúvida do "e se...". Beijinhos,

    Mari

    ResponderExcluir
  5. Nossa, eu até já tinha esquecido rsrs

    De qualquer maneira, mesmo que não seja o momento certo, que bom que desenrolou... senão fica aquela história, aquele "ah, se tivesse"...

    bjk!

    ResponderExcluir
  6. Mari, sempre é muito complicado quanto há outras pessoas no meio de uma realção. Mesmo assim eu acho que é melhor vivenciar tudo que se deseja,do que ficar pensanso como seria. Pelo menos a pessoa viveu e sentiu.

    Helen, depois de tanto tempo é para esquecer mesmo! Eu não suporte ficar no "Ah se...", melhor ver o que rola. Acho que fica até mais fácil de virar a página. E aí sobram as boas lembranças. :)

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. aí não vale! tem sempre espaço pra amor na vida da gente. Quando acontece ele simplesmente invade, Patry. Se fosse assim a gente ia conseguir escolher até por quem se apaixonar!

    ResponderExcluir
  8. Ana, mas tem gente que tenta conter a invasão. TENTA. E se engana pensando que conseguiu! :) Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi Patry!! Obrigada por por aqui o final da historia!! Bem, nao sabemos se é o final, mas pelo menos o capitulo de maior audiencia, né?? hahaha
    Que bom saber que o "choque" finalmente aconteceu.. as vezes é bom para seguir em frente, porque muitas vezes nos iludimos com uma historia que nao passa disso mesmo, uma ilusao.
    Tomara que a historia continue do melhor jeito para os dois!!
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  10. Cris, o "choque" é fundamental. Pelo menos eles experimentaram e assim que eu souber dos próximos capítulos eu te conto! Vamos ver se terá continuação! Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta