Bob




Eu já pressentia que eu fosse gostar da história do Bob, afinal, amo gatos. Mas não pensei que fosse ficar tão emotiva durante a leitura de "Um Gato de Rua Chamado Bob", escrito pelo pai do Bob, James Bowen. Durante a leitura das primeiras páginas, logo quando o James encontra o Bob, eu fiquei com os olhos cheios de lágrimas. Lia e pensava no Sam. Me tocou mesmo o jeito carinhoso que James cuidou de Bob, que estava machucado quando eles se encontraram. E Bob se mostrou um ótimo paciente, como o Sam tem sido. Sempre colaborando na hora de tomar o remédio.

O livro conta a história de como Bob entrou na vida do James e como os dois viraram companheiros inseparáveis. Quando James encontrou Bob no prédio onde vivia, ele estava tentando se livrar das drogas, longe da família e vivia como cantor nas ruas de Londres. Levava uma vida bem desregrada e sem nenhuma perspectiva.   Era um caso praticamente perdido. Mas a chegada de Bob mudou tudo, trouxe para James uma motivação para se endireitar, pois daquele momento em diante, ele tinha que cuidar de um gato, que dependia totalmente dele. Ao se preocupar com Bob, James começou a analisar a sua própria vida, começou a encarar que realmente era um cara sem muito futuro e, que se não mudasse de atitude, ele nunca melhoraria de vida. 

É muito bonito ler sobre a amizade dos dois, como criaram laços fortes de confiança. James se tornou um ótimo pai de gato e Bob um ótimo companheiro de trabalho para seu 'pai', sempre muito bem comportado quando os dois ficavam na ruas da cidade quando James tocava ou vendia revistas.  Bob ajudou muito James a aumentar sua renda, pois todos ficavam encantados com o gato e davam boas gorjetas para os dois. 

Li o livro bem rápido. Simplesmente não conseguia parar de ler.  Me apeguei ao Bob. Assim que terminei  ler, fui procurar pelos vídeos do James e do Bob no You Tube. Que lindo que é o Bob! A foto da capa do livro não é condizente com a sua beleza e fofura. No Nos vídeos ele é  um gato encantador, ao vivo deve ser apaixonante. 

James relata que algumas pessoas viam com desconfiança ele ter um gato acompanhando ele durante seu trabalho na rua, achavam que ele não travava bem o gato. Eu acho que, num primeiro momento, também ficaria intrigada e como medo que o Bob não estivesse sendo bem tratado. Eu me senti assim quando me deparei com um cara nas ruas de New York andando com um gato no ombro e pedindo dinheiro, fiquei realmente dividida entre o encantamento e a desconfiança.  Mas acho que em James posso confiar, afinal, se Bob não fosse bem cuidado, já teria deixado James para trás há muito tempo.

Recomendo o livro do Bob para todos que gostam de gatos, vão adorar. E aqueles que não gostam de gatos, deviam ler  para descobrir como um gato pode ser um grande amigo. 




Comentários

  1. deve ser lindo. e a capa é linda demais. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  2. Faz um tempo que "namoro" esse livro, mas como a minha lista de aquisição é grande ainda não comprei, rs. Mas quem leu, assim como você, sempre recomenda.
    O livro Amor em minúscula / Francesc Miralles também conta uma história bonita. Fala sobre solidão, amor, amizade e como o gesto de abrigar um gato transformou a vida do personagem. Sem contar a capa do livro...muito amor!rs

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta