Ano Sabático

Foto tirada durante umas das minhas pedaladas no Parque Ibirapuera


Se Wally viesse me falar em tirar um ano sabático tempos atrás, eu ficaria bem receosa, afinal, ano sabático, primeiramente, significa ficar sem emprego. Eu acharia algo bem arriscado, acho que não ficaria tranquila com isso não e dificilmente daria o meu apoio irrestrito a esta decisão. Mas a vida dá suas voltas e faz as coisas acontecerem no tempo certo.  E foi assim agora. 

Wally já está em seu período sabático, decidido a espairecer, pensar na vida, ter novas experiências longe da rotina de trabalho. Eu estou feliz com isso, achando que é a decisão certa, que  é o melhor pra ele agora.  Sei que vai fazer muito bem a ele e que será um período bem aproveitado. 

Não tenho medo dele ficar sem salário, pois agora eu sei que eu consigo manter  o nosso apê e nossas contas com o meu dinheiro. Fica apertado?  Um pouco. Mas não falta nada. Aprendi isso durante os meses que ficamos separados. Todas as contas do apê ficaram pra mim, pois ele se mudou pra outro apê. Ele só me ajudou com o sustento dos filhotes. Durante este tempo eu notei que eu conseguia me manter sozinha, sem maiores sustos. Foi só questão de controlar os gastos.  Foi um bom período de aprendizado. Senti que tornei-me mais 'adulta'. Foi até empolgante notar que eu conseguia me sustentar  por conta própria. Foi a primeira vez na vida que isso me aconteceu, pois saí da casa da minha mãe só pra casar. 


O tempo foi sábio.  Deixou tudo acontecer no momento certo, para que eu pudesse estar pronta para olhar para o meu marido e falar para ele que o apoiava, um apoio sincero. Claro que deu friozinho na barriga quando ele me disse que tinha sido demitido, mas a alegria foi maior, pois eu sabia que era o que ele queria. Isso foi bem conversado entre a gente, nada foi na loucura. Ele foi amadurecendo a idéia, até que teve a coragem de tomar a decisão. Agora ele está feliz por ter um tempo só pra ele, fora da rotina pesada de trabalho que ele encarou desde os tempos de adolescente. Vai respirar um novo mundo. Se sair da rotina por uns dias, quando a gente sai de férias, já faz um bem danado, imagine sair da rotina por alguns meses, sem ter  dia pra voltar pra rotina de sempre?  É libertador.  

Que seja um período abençoado para ele e para nós! :) 






Comentários

  1. tem horas que precisamos de mudanças. não é uma decisão fácil, mas às vezes só assim é possível pensar com clareza. tendo distanciamento. eu tenho bastante dificuldade de cuidar das contas, principalmente depois da crise financeira de 2009. mas melhorou um pouco depois do ano passado. apertado demais, mas dando. tudo vai se acertar. e acho que o melhor é não ter pressa. na pressa pode ser uma decisão de momento e a insatisfação só mudar de endereço. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedrita, também acho, não pode se ter pressa. Ele tem que fazer tudo no tempo dele. Parar para espairecer mesmo. Fará bem. E temos boa estrutura, eu tenho meu emprego também. Dará tuo certo! :) Beijos

      Excluir
  2. Patry, vocês tem uma estrutura boa para encarar as surpresas da vida. Claro que essa é uma mudança bem drástica para quem estava habituado a uma rotina (e a segurança financeira) mas esse tipo de mudança costuma ser muito bom, aquela coisa que as vezes a gente nem sabia que estava precisando tanto. Certeza que esse período só vai fazer bem aos dois.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Re, vamos de novo, pois o blog me trolou e apagou a resposta! Então , vai ser curioso isso, eu trabalhando e ele não. Já aconteceu o contrário umas 3 vezes, eu sem emprego e ele firme no dele. E ele me apoio 100% nestas horas. Chegou minha vez e estou feliz, ele precisa deste tempo e está bem animado com isso. Beijos

      Excluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta