Nunca a maré tá mansa





Faz uns quatro meses que eu acordo cedo todo santo dia.  Não existe mais na minha vida dormir até mais tarde, ficar na cama até cansar. Acordo para dar a insulina no Sam, de segunda à segunda. O que é muito ruim, pois o cansaço acumulado que eu carrego é absurdo. Mas isso  acabou se transformando em algo bom. Comecei a sair cedo para andar de bike nos fins de semana.  Já estou acordada mesmo, não consigo voltar a dormir, pois dar injeção no meu filhote me deixa muito desperta, afinal, é uma atividade meio complicada, então saio.  Me sinto superbem depois que volto, cansada, mas leve.  Quando eu ficava em casa, ficava cansadona e resmungona. Tudo ruim e ficava sem ânimo pra curtir o fim de semana.  Agora, com esta rotina nova, o meu ânimo supera o cansaço e tenho pique pra muitas coisas. Claro que chega umas 10 da noite a minha pilha já acabou, eu mal consigo ver a novela das 9 até o fim! 

Hoje, enquanto eu pedalava, pensava nisso. Coisas ruins podem trazer coisas boas. A doença do Sam é muito ruim, mas acabou me estimulando a me movimentar mais e me fez voltar a andar de bicicleta. Se não fosse a necessidade de acordar 6 da manhã mesmo de sábado, domingos e feriados, eu não tinha me aventurado com a bike. Certeza que não.

Coisas ruins sempre estarão presentes na nossa vida. Impossível ser 100% feliz,  cabe a gente tentar extrair algo de bom do que é ruim. 2014 vem sendo um ano bem complicado, acho que meu inferno astral começou lá em janeiro e ainda está em vigor, muito baque emocional pro meu lado.  Mas isso tem servido pra me deixar mais corajosa, mais forte e até determinada.  Se eu ficar chorando, nada melhora. Claro que tem hora que eu desabo, choro, reclamo de tudo, mas isso passa.  Tenho aprendido a ser mais paciente também, não tendo pressa pra resolver as coisas. Aprendendo que tem coisas que levam tempo para melhorarem. Seja a doença do Sam, seja desentendimentos com pessoas que eu gosto. Tenho que fazer a minha parte e esperar. O que eu posso fazer é me empenhar o máximo e deixar que o tempo faça sua parte. E é o que venho fazendo, sempre com sorriso no rosto. :)



Comentários

  1. não acho que coisas ruins tragam coisas boas. nem sempre. muitas vezes infelizmente não trazem nada mesmo de bom. mas realmente mudar hábitos, às vezes pode ser muito bom. beijos, pedrita

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono