Bye Bye Corretor!





Eu nunca me entendi bem com os corretores ortográficos, seja  no notebook ou no celular.  Até aqui no blog eu não uso, prefiro escrever  sem monitoração e depois sair caçando os errinhos de digitação. Claro que alguns acabam escapando, mas prefiro assim do que escrever com o computador me perturbando, indicando a todo instante que escrevi algo errado.

No celular é pior, porque não é apenas indicar o erro, o corretor escreve o que ele acha que você quer dizer. Ele nem pergunta, vai mudando  as letrinhas que eu escrevo do jeito que ele bem entende.  Isso sempre me enervou!  

Aturei o corretor do meu celular até dois dias atrás.  Logo que eu comprei meu atual celular, tentei tirar o maldito corretor. Não consegui, consegui apenas ocultar as sugestões de palavras.  Aí desencanei e não tentei mais.   Mas agora me livrei dele para todo o sempre. A alegria daquele momento se transformou numa  preocupação inesperada. Eu descobri como eu já tinha me acostumado com isso, pois notei como estava escrevendo errado!  Eu não tinha noção disso. Simplesmente eu já não acentuava mais as palavras ou mesmo me preocupava em acertar na tecla correta. Digitava de qualquer jeito, pois ele arrumava!  Ou seja, mesmo brigando com o corretor direto, eu acabei me rendendo a ele, deixando que ele escrevesse por mim! 

Fiquei meio assustada com isso, pensando  se  uso contínuo de ferramentas assim pode levar ao extremo de fazer alguém a 'desaprender' a escrever.   Não sei, mas  prefiro  ficar longe destas ferramentas.  Não posso deixar que meu cérebro se acomode, que se acostume a escrever tudo errado. Ele precisa trabalhar para não ficar atrofiado. Este é o perigo do mundo de hoje, os devices fazem tudo por nós! Eu praticamente não sei mais nenhum telefone de cor, deixo que o celular lembre por mim. Aniversários, então! Se o Facebook não me me lembrar, eu não vou recordar a data. De tanto apelar para calculadoras, mal sei fazer contas hoje em dia.  Tenho saudades do tempo que eu sabia muita coisa de cabeça. Dificilmente serei assim de novo, mas aposentar o corretor ortográfico do celular já é um bom começo.




Comentários

  1. ah, eu gosto que sublinham qd escrevo errado. aí eu verifico se errei mesmo. mas mudar eu detesto tb. eu igualmente me preocupo de desaprender, mas eu ainda escrevo muito no papel, faço contas no papel. isso ajuda a não desaprender. mas mesmo assim a tecnologia facilita demais.

    ResponderExcluir
  2. Eu nunca usei corretor, sempre me incomodou. Liguei o do celular esses dias pra ver se me ajudava a ganhar tempo, já que escrevo muito nele, mas só passei raiva e só PERDI tempo - ele corrige tudo o que não deve e tenho que voltar pra arrumar. De minha parte, prefiro escrever tudo certinho.
    Quanto a desaprender, acho que as gerações que estão chegando nem tem essa preocupação. Os eletrônicos realmente fazem tudo por nós e quem aprende a fazer trabalho de escola no computador desde criança não vai achar motivo pra se preocupar com ortografia. Acho isso bem triste, mas não sei se é necessariamente ruim. Pode ser só mais uma dessas mudanças que vem pra ficar, a gente gostando ou não, daqui uma ou duas gerações isso vai ser natural, como muita coisa é natural pra nós mas nossos avós não adotam de jeito nenhum. Sei lá :)
    Beijos!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono