Amor Inventado ?



Amor não é ciência exata. Impossível listar tudo que faz a gente gostar de alguém. Sempre vai ter algo que é inexplicável. Amor tem disso, de existir apenas por existir, sem ter uma razão ponderável para justificá-lo. Por ser imponderável, por ser algo quase mágico, o amor pode nos confundir. É enebriante a tal ponto que podemos nos iludir, amar alguém que só existe em nossa cabeça. O amado passa a ser a pessoa perfeita. Tudo o que ela faz exala perfeição, os defeitos a gente finge que  não nota, afinal, se aquela pessoa nos conquistou só pode ser perfeita. Acho que muitas vezes embarcamos em uma história de amor que só existe na nossa cabeça, onde criamos várias mentiras para justificar os tropeços do outro e para nos enganar que aquela história é de fato real. Eu já passei por isso e acho que quase todo mundo também já passou.  Não é fácil admitir que um amor não passava de ilusão. Mas acho que que é necessário viver as histórias erradas para se dar valor ao amor verdadeiro quando ele aparece, valorizar os sentimentos e as pessoas reais. Porque o amor verdadeiro não é aquele onde tudo dá certo, é aquele onde o casal se empenha para superar os momentos difícieis e que não desiste na primeira crise. Sim, primeira, pois a vida de um casal é permeada por crises.  Não há relacionamento real que seja fácil. Que diz isso mente descaradamente. Mesmo um casal que se entende muito bem vai enfrentar vez ou outra momentos complicados, onde parece que tudo sai errado. O que faz a diferença é como o casal encara a crise. Se tiver coragem para encarar os problemas de frente, são grandes as chances da crise passar e o relacionamento ficar mais forte. Quem se separa na primeira briga é alguém que acredita no amor perfeito. Isso não existe, pois as pessoas são imperfeitas. Se agarrar à ilusão de um amor perfeito é o primeiro passo para se dar mal no amor. Pois uma hora a ilusão vai acabar e a pessoa vai achar que o amor não era verdadeiro. Talvez não fosse mesmo, talvez não passe de um amor inventado. O tipo de amor, onde se ama a ilusão de se ter ao lado uma pessoa perfeita e não a pessoa real. Como saber se o amor é real ou inventado? Acho que o primeiro passo é ter coragem de olhar o outro como ele é.  Amar alguém é, no fundo, um ato de coragem.  E sempre vale a pena. 


Nota da blogueira: Post inspirado por conversas com amigos durante a semana passada e pela música Exagerado do Cazuza.



Comentários

  1. há atualmente uma idealização do amor. as novelas até tem mudado um pouco, visto maria cesária e rei augusto. os amores nas novelas tb começam a ser mais realistas. mas essa idealização atrapalha muito. tanto q hj em dia jovens acabam pirando qd um amor acaba como se fosse o único, não viesse outro. e aumentou a depressão excessiva em jovens. é como vc disse, não é perfeito, é preciso lapidar, conviver. nós mudamos durante um relacionamento. ou nos adaptamos as mudanças juntos ou separamos. mas precisamos tentar nos adaptar antes de desistir. bejios, pedrita

    ResponderExcluir
  2. Pedrita, é assim mesmo. As pessoas esperam pelo amor de filme e quando se deparam com o amor real desistem. Assim nunca viverão uma relação de verdade e sempre viverão nunca busca infinita pelo amor perfeito.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Existe a teoria da "bolha do amor", que diz que durante um tempo (pode variar dependendo da pessoa) o casal vive dentro de uma bolha, em que tudo é lindo, perfeito e, mesmo que não seja, os pombinhos fecham os olhos para os defeitos. É nesse tempo que convivemos com as borboletinhas no estômago. Depois de estourada a bolha, ambos ou um dos dois deixa de sentir essa emoção desmedida e começa a ver as coisas como são. É aí que tem que decidir, de forma racional, se pretende apostar na relação ou não. Por isso, acho que a paixão é emoção, mas o amor é razão. Bjs,

    Mari

    ResponderExcluir
  4. Olá,adoro seu blog e estou sempre por aqui dando uma espiadinha.
    Venha conhecer meu blog e seja uma seguidora para ficármos por dentro das atualizações uma da outra.

    saudeedecoracao.blogspot.com

    até!!!

    ResponderExcluir
  5. Mari, amor é muito mais tranquilo. O problema eu acho que as pessoas idealizam mesmo o amor perfeito. Aí acaba o efeito enebriante da paixão e a pessoa ver a pessoa real e pronto. Acaba tudo. Acho que depende tudo de como a pessoa encara o amor. Se encara com muita ilusão nunca vai encontrar a pessoa certa.

    Oi Anônima! Obrigada pela visita. Vou lá ver seu blog!

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta