E Tudo Terminou



Em várias reportagens que li sobre a parte final da saga cinematográfica do Harry Potter, era citado que o último capítulo da história do bruxo se igualava ao final da infância de muitos fãs das histórias escritas por J.K. Rowling. Mas para mim a sensação é diferente. Quando eu comecei a ler a " Harry Potter e a Pedra Filosofal" eu tinha quase trinta anos. Já estava bem longe da minha infância. Por isso eu tenho um sentimento diferente em relação ao final da história do Harry Potter. Sinto que o Harry é um amigo muito querido  que foi viver em terras distantes e que, depois de um tempo, as notícias que eu recebia dele foram dimuindo,diminuindo, até parar de vez. Mesmo com a falta de contato, continuo a ter um grande carinho por este grande amigo. Sim, Harry, Hermione, Ron, Luna, Gina, entre outros tantos bruxinhos, são como se fossem meus amigos. Afinal, fizeram parte da minha vida por anos a fio. Foram 7 anos envolvida com os livros, lendo, relendo e esperando pelo próximo livro. As aventuras de Harry Potter no cinema fizeram parte da minha última década de vida. Por tudo isso eu estava bem melancólica no domingo quando fui assistir ao filme "Harry Potter e As Relíquias da Morte - Parte 2" (UK/USA- 2011). Era o derradeiro final. Quando eu terminei de ler o último livro fiquei triste, mas o fato de saber que ainda havia alguns filmes para estrear, me deu um certo alento. Mataria saudades do Harry na tela do cinema.  Mas agora acabou tudo mesmo. Não haverá mais livros ou filmes. Somente restaram as saudades. 

Demorei para ver o filme porque enrolei para comprar os ingressos e quando me dei conta, todas as sessões estavam lotadas. Consegui ingresso para a sessão das 22 horas do último domingo, na sala IMAX do cine Unibanco no Shopping Bourboun. Vi a versão em 3D. Nem ligava muito pelo 3D em si, queria apenas ver tudo em tela bem grande e o IMAX é o cinema com a maior tela da cidade.  Gostei muito do filme, bem movimentado e fiel ao livro. Tenso e, em muitos momentos, triste.  A grande batalha dos bruxos do bem contra o Voldemort não tinha como não ser dolorosa. As cenas das lutas estão esplêndidas.  Mas o filme não consegue ser tão tenso como o livro, talvez pela impossibilidade de se aprofundar na história. Ou talvez, se eu não tivesse lido o livro, não sentisse falta de tensão. Nunca saberei.  Sei apenas que este filme encerrou brilhantemente a série cinematográfica, que teve filmes que eu amei e odiei com a mesma intensidade. Um grande filme. Saí do cinema com lágrimas nos olhos. Já com muitas saudades do Harry Potter.  Foi uma fase marcante da minha vida e, com certeza, da vida de muitas pessoas mundo afora. 

 


Comentários

  1. eu devo ver qd chegar na tv a cabo. deve ser muito triste. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  2. Marion, eu sneti o mesmo saudosismo que você quando o filme acabou... Bj

    ResponderExcluir
  3. Pedrita, tem muitas partes tristes, mas o filme deixa a gente com um sorriso no rosto no final.

    Gammelo, saudade sem fim do Harry Potter!

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta