Gataiada e eu




A mania que se tem hoje de querer analisar tudo, de querer encontrar razão para tudo, me incomoda muito. E ontem eu fiquei muito incomodada com um artigo que analisa o relacionamento das pessoas com seus bichos de estimação. A grande conclusão do artigo é que as pessoas se ligam aos animais porque se relacionar com um animal sempre é divertido e não há momentos ruins, como em um relacionamento entre humanos.  Conclusão pra lá de equivocada. Claro que um relacionamento entre uma pessoa e um cachorro será menos complexo que o relacionamento desta mesma pessoa com outra de sua mesma espécie. Afinal, não conseguimos conversar para valer com um cachorro. Mesmo que ele responda, a gente nunca tem certeza do que ele quer nos dizer. Eu mesma converso muito com a gataida aqui de casa. Nena e Frodo me respondem de vez em quando. Sam sempre responde e sempre "puxa" assunto comigo. Mas nunca chegaremos em um nível de discutir os anseios de cada um ou dos três me apresentarem uma listinha de reclamações! Mesmo assim, sem ser tão complexa quanto uma relação entre humanos, uma relação entre uma pessoa e seu bicho de estimação não é um mar de rosas e está longe de ser sempre divertida. 

Cuidar de um bicho não é só dar para ele água e comida. Ele pede muito mais que isso. Pede atenção e carinho. Muitas vezes eu chego em casa cansada do trabalho e me deparo com os três super animados  e querendo ficar perto de mim. A minha vontade nestas horas é ignorar os três e ir deitar, ficar sozinha mesmo. Mas não faço isso, pois eles são minha prioridade. Eles precisam da minha atenção e do meu carinho. Assim fico sim um tempinho com eles, tento afastar o cansaço e o mau humor para dar um pouco de carinho aos filhotes.  Têm horas também que eles ficam chatos, atormentam a gente, pedem atenção nos momentos mais impróprios! Haja paciência! Adoro tê-los comigo, mas têm dias que fico irritada com eles.  Sim, eu brigo com eles e eles comigo! Como em qualquer tipo de relação. E sofro quando isso acontece, me bate sentimento de culpa quando eu fico nervosa com  eles, ainda mais quando eu extrapolo na bronca e mando os três para a pqp!  Mas sofrimento maior vem mesmo quando eles ficam doentes. Aí é aflição sem fim.  

Todo amor  já vem com sua cota inclusa de sofrimento. Seja  amor romântico, amor de amigo, amor entre irmãos ou pais e filhos. Não há como se relacionar emocionalmente com alguém sem que, em algum momento, haja a dor. Assim, decretar que as pessoas se aproximam dos animais porque têm medo de se relacionar com gente por ter medo de sofrer, é um erro. Muitos têm em mente que alguém que tem um grande amor pelos bichos é uma pessoa solitária. Errado. Claro que há pessoas solitárias que se apegam aos bichos, mas há outras tantas que tem boas relações com  pessoas, que se dão bem com a família, têm amigos, namorados e afins. Há coisas que não temos como explicar. Se me perguntar  quais as minhas razões para gostar tanto de gatos, posso enumerar um monte de razões, mas acho que nunca chegaria na razão verdadeira. Por quê? Porque simplesmente nem eu mesma sei. Sempre gostei de bichos e sempre tive uma afeição especial por gatos, mas  não sei quando e nem  como começou. Sei que não sei viver longe deles. E sei que são seres adoráveis que me fazem sorrir muito. E não quero que ninguém venha me analisar para me dizer quais são estas razões que eu mesma desconheço. Estou bem assim.  E os meus gatos também. Wally, eu e eles somos uma família feliz! ;) 

 

Comentários

  1. acho q eu li a mesma matéria e fiquei incomodada tb. eu me incomodei recentemente com uma pesquisa sob o ronronar, acho q de uma moça de harvard. ela dizia q os gatos ronronavam pra manipular as pessoas. mas se o gato ronrona depois do carinho como assim? se fosse pra manipular ele ronronava antes pra ter o carinho depois. eu acho q o ronronar é como o abanar o rabo, a expressão de alegria deles. nada profundo demais. a minha bate o maior papo, mas não é profundo hehe. exatamente, na hora q eu li q a ligação com o animal é só alegria eu lembrei do sufoco de algumas amigas em lidar com os bichinhos qd eles têm doenças. e pensei em outras da tristeza do bichinho ir embora. se é só alegria, é pq essas pessoas fogem das suas responsabilidades tb com os bichos. é a mesma ideia equivocada q a internet é pra pessoas solitárias. recentemente veio uma pesquisa q muitos internáuticos ativos tinham muitos amigos. eu mesma falo por telefone e vejo pessoalmente regularmente os meus amigos. tb conheço muita gente q o gato passa ao largo. cada um no seu canto e ninguém dá muita bola pro animal. acho q cada um lida de um jeito e ficar colocando q é tudo igual é nada a ver. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  2. ter um animal de estimação é muita responsabilidade... lembro da minha basset.. toda noite ela ia chorar na janela do meu quarto pq estava frio, eu então ficava nas duas patinhas olhando pelo vidro da porta da sala esperando atenção.. até mesmo durante as refeições ela fica lá na soleira da porta, esperando a vez dela...
    bjo

    ResponderExcluir
  3. Tem gente que pensa cada coisa...Concordo com vocês!!!

    ResponderExcluir
  4. Pedrita, as pessoas que não convivem com bichos não entendem o amor que nutrimos por eles. Ah, o lance do ronron falso! Olha, acontece. Frodo faz isso! Ele mal chega no meu colo e começa a ronronar! rs

    Gammelo, ter um bicho é ter muita resposabilidade e é gratificante. Mas não é tão fácil como a reportagem faz parecer.


    Pedra, as pessoas são estranhas!


    Beijos

    ResponderExcluir
  5. apoiadíssima, marion.
    e eu acho sim que as relações com bichos são tão complexas quanto com seres humanos. isso por que, por serem de outra espécie, por mais que estudemos, por mais que as pessoas achem que entendem o que se passa com um bicho, a gente nunca vai ter certeza. é uma vida e um mundo completamente diferente que a gente está se metendo. e isso é beeeem complicado.

    beijos.

    ResponderExcluir
  6. Lili, concordo com você. A gente nunca sabe ao certo o que passa na cabecinha deles. Eu queria tanto poder falar pra valer com os meu gatos! Seria algo revelador eu acho!

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono