Hachiko




Quando escutei pela primeira vez a história do Hachiko eu fiquei emocionada. Realmente mexeu comigo. Fiquei  desde então curiosa para ver o filme, mas ao mesmo tempo tinha um certo receio de vê-lo, por saber que este filme me faria chorar.  Eu estava certa, o filme me fez chorar muito.  Lindo e muito triste. 

Assisti ao filme "Hachiko" (USA/UK - 2009) agora há pouco. Estou ainda bem emocionada e um tanto chorosa ainda. O filme conta a história do professor Parker Wilson (Richard Gere) e de  Hachiko, um cão da raça Akita que ele encontra perdido na estação de trem. Parker se encanta com aquele filhotinho lindo e leva-o para casa. Depois de alguma resistência de sua mulher, ele fica com  o cachorro. E cria-se entre os dois um laço muito forte. Parker pega o trem para ir trabalhar todos os dias e Hachiko sempre o acompanha até a estação de manhã e volta para a estação para esperar o seu dono no final do dia.  Parker até tenta fazer Hachiko ficar em casa, mas ele insiste em ir até a estação. 
É lindo de ver o amor que une os dois. Tornam-se grandes companheiros. A vida segue até o dia em que Parker vai trabalhar e não volta mais. Hachiko não tem como saber o que seu dono morreu e continua a ir até a estação todos os dias para esperar Parker voltar.  Não há o que faça o cão sair da estação. É tão triste ver aquele cão esperando em vão pelo seu dono. Fiquei muito comovida com a história.  E o que deixa tudo mais intenso é saber que é uma história real.




Este é o Hachiko real.  Tudo aconteceu no Japão, na década de 20 do século passado.  Depois da morte de seu dono, ele ficou por 10 anos indo até estação, sempre no final da tarde, horário  em que seu dono costumava voltar para casa. Sua história ficou tão famosa que até fizeram uma estátua para ele na estação de trem de Shibuya, na cidade de Tóquio.  Um história de um amor sem fim de um cachorro por seu dono. É lindo.   



Nota da blogueira: Eu não gosto de contar o final dos filmes, mas neste caso não há como evitar. Até quando me contaram a história, me contaram inteira. Mesmo sabendo o final o filme me emocionou muito. Saber o final neste casa não faz diferença. A história é emocionante. E quem convive com algum animal não tem como não se emocionar com esta linda história. Vale a pena assistir.
 

Comentários

  1. Tenho medo de ver esse filme. Não só por chorar, mas tenho certeza que é o tipo de história que vai ficar na minha cabeça por muito tempo, me deixando triste... sempre é assim com histórias tristes envolvendo animais. Mas sei que é uma história bonita, quem sabe um dia eu perco o medo e assisto :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Rê, eu relutei muito para ver este filme. Fiquei realmente arrasada. Coitado do cachorro esperando o seu dono voltar, sem que não houvesse como explicar ao bicho que o dono nuncamais voltaria. :(

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. yo vi ante ayer....recién!!! te rompe el corazón,no podes parar de llorar!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Ovono

Papel e caneta