Reino da Marion



Esta é a Morgana, a feiticeira que eu estou tomando conta ultimamente. Apesar de, em alguns momentos, eu deixá-la em situações críticas, seja com muita fome ou chateada porque perdeu alguma missão, estou conseguindo mantê-la em bom estado físico e emocional. A minha Morgana vive no jogo The Sims Medieval e divide a minha atenção com o ferreiro Laurence e com a Lady Marion The Great, a Rainha do Reino Winterfell.  Os três personagens foram criados por mim e são os protagonistas das aventuras do reino.  Este Sims tem uma dinâmica diferente dos jogos anteriores. Aqui não temos liberdade total como tínhamos nos outros jogos. Nos primeiros Sims a nossa única obrigação era manter o nosso Sim em bom estado físico e mental. E a gente  escolhia o rumo que quisesse para a vida do nosso personagem. No Sims Medieval há missões que somos obrigados a cumprir. Não há  jogo livre, tudo está vinculado  às grandes missões. Escolhendo uma missão, nosso personagem se vê em um jogo roteirizado, onde as ações têm que ser cumpridas. Há de tudo um pouco, missão para ajudar um casal se unir ou missão para salvar o reino de um ataque de chinchilas selvagens. No meio das grandes missões, há ainda as obrigações cotidianas  que, se não cumpridas, deixam o Sim meio deprê. Eu levei um tempo para conseguir me entender com tantas obrigações simultâneas.   E tudo fica mais caótico quando se escolhe uma missão que envolve dois personagens. Cuidar de dois ao mesmo tempo é ainda  um desafio para mim. No começo torci o nariz para as missões que somos obrigados a seguir, mas agora estou curtindo e isso é mérito do jogo, que como sempre, é todo cheio de graça. Eu morro de rir com as situações impostas e suas consequência. O jogo não se leva à sério e sempre  coloca os personagens em situações engraçadas e surreais. Esta versão do jogo não foi lançada em Português como as anteriores, uma pena, pois a tradução do jogo sempre foi muito inspirada. Então tudo é em Inglês, dos menus, às missões, as historinhas.  O que é um complicador para quem não sabe falar Inglês e pode acabar sendo um limitador para as vendas do jogo aqui no Brasil. 


Eu estou ficando novamente viciada no jogo.  Tenho jogado praticamente todos os dias e já notei que perco a noção do tempo enquanto jogo. Mas uma coisa me perturba. E quando acabarem as missões, o jogo acaba?  Será que este The Sims tem fim?  Os jogos anteriores não têm fim. São infinitos mesmo, pois você segue  a linha da vida, os membros da família vão morrendo enquanto outros nascem e assim você fica jogando eternamente se quiser. O único jeito de descobrir é terminando todas as missões e vendo o que acontece. Se me aparece um The End ou se abre a possibilidade para jogo livre.  Enquanto eu não descubro vou me divertindo  com os meus Sims de estimação. :)

 

Comentários

  1. eba!!!! the sims!!! eu q sou fã do the sims acho tudo o máximo. jogo quase diariamente. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  2. Pedrita e eu fui a culpada pelo seu vício pelo Sims. E nunca esqueço o dia que você me ligou para perguntar como tinha que fazer para dar a mamadeira para o bebê do jogo! rs


    Beijos

    ResponderExcluir
  3. patrícia, eu nunca esqueço o meu desespero pro bebê não morrer. é verdd, eu tenho paixão pelo the sims, até hj aind adescubro algo q não conhecia ou não tinha experimentado. viciadaça. desde domingo q não jogo, estou com crise de abstinência, quem sabe hj à noite jogo um pouquinho. beijos, pedrita

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos, comente!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Na Secadora Não!

Meus Furacõezinhos!

Ovono